Minhas Amigas
Adicionar a lista de desejos
Recomendar para um amigo

Minhas Amigas

Joaquim Ferreira dos Santos

oferta
Saiba mais
De: R$47,90Por: R$37,9019% OFF
4x de R$9,48 sem juros
Cartão de crédito

2x de R$18,95

sem juros

Total: R$ 37,90

3x de R$12,63

sem juros

Total: R$ 37,90

4x de R$9,48

sem juros

Total: R$ 37,90

Produto em estoque, disponível para pronta-entrega

Previsão de entrega e valor do frete

Não sei meu CEP

Previsão de entrega e valor do frete

CEP Entrega em | Frete: R$ Utilizar outro CEP

Avise-me quando chegar

Compre junto

De: R$87,90Por: R$72,80 Você economiza:R$ 15,10
De: R$122,80Por: R$102,80 Você economiza:R$ 20,00

Sinopse

O cronista descreve 100 amigas reais ou ficcionais, seus desejos e medos, como aquela que tem pânico de usar a calcinha errada no encontro certo ou a outra que, linda e cortejada até por presidente da República, na verdade vive só.

"Não é muito ofício. Procuro mulheres, no sentido literário da coisa. Gordas, magras, ricas ou pobres. Não importa. Mulheres reais que estejam dispostas a contar histórias de suas vidas cotidianas. Nada épico, nada que tenha mudado o curso da Humanidade, mas que seja saboroso e, de causo em causo, deixe que todas as outras mulheres se identifiquem.

Ontem mesmo ouvi uma delas. Contou que o primeiro casamento acabou porque o marido implicava com a maneira como ela passava as camisas. O segundo foi-se embora também pelo mesmo motivo. As passadeiras contratadas estressavam o cidadão com a má qualidade do serviço. Quando o terceiro marido começou a reclamar das camisas, que continuavam amarrotadas depois de se submeterem ao ferro de passar, a mulher que se dispôs a me contar a sua saga pelos absurdos da vida conjugal telefonou para a velha mãe. Pediu, pelo amor de Deus, a fórmula da goma das mulheres da família. Salvou o casamento, que agora vai todo engomado, um pouco chatinho, mas o que é que se pode fazer?

Essa tem sido a minha agenda de trabalho. Anoto histórias da vida delas para um livro, um documentário, o formato que tiver, de retratos femininos. Nada de discursos ideológicos ou pedradas no machismo. Faço perguntas, estimulo a memória, jogo iscas de repórter. Principalmente ouço com atenção o que a mulher está dizendo, sendo essa toda a paga pelo serviço. Não é pouco. Algumas mulheres reclamam do homem-polvo, aquele cheio de mãos a procurá-las nos momentos mais inconvenientes. Eu sou o que se chama de todo ouvidos. A antena centrada nelas. O gravador orgânico das orelhas ligado. Posto-me diante da entrevistada e perscruto o ser feminino.

Uma delas me contou que um dia saiu apressada de casa e vestiu a primeira calcinha que apareceu na gaveta, uma que tinha os fundilhos em formato de coração rendado, velha lembrança de uma noite brincalhona com um ex-namorado. Foi justo neste dia que teve um princípio de enfarte no meio da rua e acabou no hospital. Fez exames dolorosos, respirou entubada e foi grampeada com muitos fios. A tudo suportou, estoica. O ridículo da calcinha, no entanto, exibida diante dos doutores da junta médica, a persegue até hoje. São histórias comuns às mulheres, embora nem todas sejam capazes de, após descobrir a traição do namorado, ter a frieza de, como gesto de despedida, ir até a gaveta de cuecas dele e na calada da noite salpicá-la de pó de mico. Nem todas fariam o mesmo, mas todas compreendem o gesto.

Informações Técnicas

Título: Minhas Amigas
Autor: Joaquim Ferreira dos Santos
Editora: Editora Objetiva
Edição: 1
Ano: 2012
Idioma: Português
Especificações: Brochura | 208 páginas
ISBN: 978-85-3900-342-6
Peso: 290g
Dimensões: 210mm x 140mm