Paulo Gustavo Pereira

O jornalista Paulo Gustavo Pereira, mineiro de Belo Horizonte, começou a trabalhar na área em 1974, como assistente de redação das Rádios Tupi e Difusora. Dois anos depois, foi para a TV Cultura, onde foi subchefe de reportagem e repórter, até ir trabalhar na Rede Globo, em 1980. Passou pelas rádio Capital e Globo, pelas TVs Manchete, Record e SBT, até começar a escrever para o mercado de home video nos anos 80.

Foi chefe de redação do Jornal do Vídeo, colaborador das revistas Vídeo Business e Video News, comentarista de vídeo do Caderno 2 de O Estado de São Paulo. A partir dos anos 90, atuou em produção independente, e foi comentarista ocasional de TV no Jornal da Tarde. Em 1993, foi contratado pelo SBT para produzir as transmissões do Oscar, com apresentação de Rubens Ewald Filho. Trabalhou como chefe do departamento de cinema do SBT, até ser convidado para ser assessor de imprensa da CIC Video. No final da década de 90, assumiu a chefia de redação da revista Sci-Fi News, onde está até hoje. Foi o diretor responsável das transmissões do Oscar pelo SBT, entre 2000 e 2004, e diretor da transmissão dessa premiação pela TNT, direto dos Estados Unidos, em 2007. Lançou o Almanaque dos Seriados em 2008, e apresenta o programa Loucos Por Séries no canal Imagine TV, da TVA/Telefônica, e o programa Almanaque dos Seriados pela ClicTV na web.